Dezembro

1

O diamante político-governamental sueco

As últimas eleições locais escolheram um grupo de novos “suas excelências”, prefeitos e vereadores; estes últimos que em sua totalidade são quase 60.000 no país, fora seus assessores. Na Suécia os vereadores são eleitos e trabalham de forma voluntaria, sem remuneração, gabinete nem assessores. São normalmente pessoas que querem se aproximar da área pública para ajudar em suas cidades. É um dos países de menor desigualdade social no mundo.  A Suécia fica muito longe de nós, com clima, histórico, costumes e raça diferentes. Apesar disso e na medida em que o mundo globalizado aproxima países, ficou mais fácil se comparar...