Brasil piora em ranking mundial de corrupção.

A pesquisa publicada é internacional e foi realizada em 180 países. O Brasil aparece em 106, no terceiro quartil, posição que se repete com frequência em estatísticas que tratam de assuntos sociais. 

Significa que, apesar do assunto ser uma bandeira levantada por muitos participantes da vida pública (partidos políticos, autoridades, empresas, personalidades, etc), continua não sendo possível visualizar perspectivas de melhoria. 

Seria interessante se questionar:  se todos dizem estar de acordo, porque a situação não melhora? 

A resposta é simples: a corrupção é aceita e praticada pela maior parte da sociedade, em todos os níveis. A obtenção de qualquer forma das maiores vantagens possíveis com o menor esforço (este é o alicerce da corrupção), representa a adoção de valores errados, já nos primeiros anos de vida e na educação básica. Todos ouvimos em alguma oportunidade, a história de que a obtenção de facilidade através de gorjeta é compensadora. 

Uma perspectiva de mudança somente será realidade quando realmente acontecer uma mudança real nos governantes (na cúpula governante atual, existem muitas pessoas que viveram de dinheiro público a vida inteira) e na educação. Para isso é necessário renovar pessoas e implementar controles e punições que possam transmitir uma imagem técnica e apolítica.

Fonte: Pesquisa da ONG – Transparência Internacional, publicada em diversos meios de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *